Distrito de Santa Lúcia do Piaí

Potenciais estratégicos

O interior de Caxias do Sul é dono de uma beleza ímpar. Com uma vasta região coberta de mata nativa, atrativos turísticos, rios, lagos, cachoeiras, trilhas e pessoas humildes e encantadoras, os distritos caxienses são parte fundamental para o desenvolvimento econômico e cultural do município não apenas no passado, mas também nos dias atuais.
Uma dessas charmosas localidades é, sem dúvidas, Santa Lúcia do Piaí. A localidade pertenceu inicialmente a São Sebastião de Caí e São Francisco de Paula, foi anexada a Caxias do Sul no ano de 1944 e está localizada entre as regiões turísticas da Serra Gaúcha.
 
O distrito guarda uma grande riqueza indígena, com diversos sítios arqueológicos. Um deles, o Sítio Arqueológico Antônio Vergani, foi considerado Patrimônio Cultural do Rio Grande do Sul pela Lei Estadual n°12.356 de 01/11/2004. Trata-se de um dos sítios mais importantes (e o primeiro a ser intensamente pesquisado no Brasil, ainda no final da década de 1960) entre os relacionados à ocupação pré-colonial do Planalto, na localidade de Água Azul. As populações Ameríndias, de origem Jê, formavam as tribos Kaingang e Xokleng, que habitaram a região e construíram assentamentos com as chamadas "casas subterrâneas". Elas foram construidas desde 300.a.C até por volta dos anos 1700.d.C. Fonte: livro Patrimônio Arqueológico de Caxias Do Sul, autor Dr. Rafael Corteletti.
 
Foi nessa região que foi martirizado Cristóvão de Mendoza, padre jesuíta que trabalhou nas missões sul-americanas no séc. XVII. Fundador dos Sete Povos das Missões (São Miguel Arcanjo), é considerado o introdutor do gado no Rio Grande do Sul. Seu martírio pelos índios, em 1635, teve várias consequências, entre elas a guerra entre as tribos Guaranis e Kaigangs e a saída dos Espanhóis do território gaúcho. A região conhecida como Fonte de Água Azul é declarada Patrimônio Histórico do Rio Grande do Sul pela Lei Estadual 12.356/2004.
No século de XVIII, chegaram os imigrantes alemães e um pequeno grupos de poloneses que habitaram parte de Santa Lucia e Vila Cristina. Os imigrantes italianos chegaram mais no final do século, por volta de 1875,  tornando a área plural em termos culturais, algo que perpetua até hoje.

Atualmente, Santa Lúcia do Piaí se destaca por conta da produção e comércio de hortifrutigranjeiros, sendo portadora do título de maior produtora de morangos do Rio Grande do Sul. Se você procura por passeios que proporcionem experiências incríveis, com vistas encantadoras, não pode deixar de conhecer este simpático lugar. As paisagens naturais, repletas de rios, lagos e cachoeiras, tornam o distrito um local mágico para turistas que buscam momentos tanto de paz de espírito quanto de aventuras.

Importante ressaltar o turismo religioso do distrito, com destaque para a peregrinação da beata Bárbara Maix, que vem crescendo a cada ano, o Roteiro Caminho de Carravagio, que passa pelo distrito, a Festa de Água Azul Pe. Cristóvão de Mendonza, as festas de Santa Lúcia e de Santo Antônio, o Natal da Esperança e o roteiro Caminhos da Fé. A Paróquia é atendida desde 1947 pelos Cônegos Regulares Lateranenses, que vêm escrevendo uma linda história junto ao seminário e a todos serviços prestados. O lugar ainda tem diversas capelas que guardam histórias de décadas.

  

  

Por meio da Associação de Moradores de Santa Lúcia do Piaí, anualmente é realizada uma popular festa natalina, tendo esta se tornado uma das maiores da cidade. As comunidades também promovem o Jantar das Famílias, grande evento gastronômico, e a Festa da Produção. Os trilheiros do Piaí realizam o grande evento " Trilhas do Piaí", caminho de 80km pelo distrito com saída e chegada em Água Azul, onde também é realizada uma confraternização.

Santa Lúcia do Piaí fica localizada a sudeste do Centro de Caxias do Sul e possui três vias de acesso. A primeira, bastante utilizada, inicia na Rota do Sol e passa por Fazenda Souza e São Roque, com o caminho todo pavimentado. Outro acesso popular é via bairro Cruzeiro, passando pelas ruas Luiz Michelon, Antônio Broilo e Padre Angelo Tronca, até o acesso à Sexta Légua, com partes pavimentadas e outras de estrada de chão. Por último, há também um caminho pelo lado sul, que começa na BR-116, em Vila Cristina, em direção a Nova Petrópolis (entrada à esquerda após a empresa Petenatti, antes da Ponte do Rio Caí). Está em fase final de pavimentação e seu trajeto é presenteado por uma natureza encantadora.

 

Confira vídeo de Santa Lúcia do Piaí

Para a realização de passeio no distrito de Santa Lúcia do Piaí, recomendamos acompanhamento da Guia Juliane Vergani, natural do distrito, que pode compartilhar conhecimento da região e curiosidades incríveis. Mais informações acesse aqui.