Os Caminhos de Caravaggio

Caminhos de Caravaggio é uma rota turístico-religiosa do RS que interliga os Santuários de N. Sra. de Caravaggio de Canela e Farroupilha. Com um percusso de cerca de 200km, une 5 municípios – Canela, Gramado, N.Petrópolis, Caxias e Farroupilha.

Rota turístico-religiosa do RS
Do Santuários de Canela à Farroupilha

O roteiro, localizado na Serra Gaúcha, foi concebido com a expectativa de unir os santuários de Nossa Senhora de Caravaggio de Canela e de Farroupilha, cortando zonas rurais e urbanas de cinco cidades - Canela, Gramado, Nova Petrópolis, Caxias do Sul e Farroupilha. Conta com aproximadamente 200 quilômetros que aproximam as duas regiões turísticas: Uva e Vinho e Hortênsias.

O percurso pode ser feito a pé, de bicicleta e outras modalidades. Todas permitem a contemplação das paisagens naturais, das plantações, de construções antigas e de obras que valorizam as conquistas dos imigrantes. Além do contato visual com a natureza, o roteiro proporciona introspecção, elevação espiritual e superação de desafios.

São paisagens de grandes morros e planíces, igrejas quase centenárias e estradas de chão e de asfalto, rodovias, trilhas, pontes e rios. Quem já fez o caminho garante que é uma experiência gratificante para a mente, o corpo e o espírito.

Um dos diferenciais dessa rota é o fato de o trajeto poder ser percorrido nos dois sentidos - Canela a Farroupilha (mais realizado) ou Farroupilha a Canela.

A peregrinação Os Caminhos de Caravaggio é filiada ao Caminho de Santiago de Compostela. Desde 8 de novembro de 2019, o peregrino pode usar os quilômetros percorridos em solo brasileiro para completar os que serão caminhados em terras espanholas.

A determinação estará sempre presente e os percursos diários sugeridos variam de 15 a 28 Km até chegar ao destino. 

 

Está a fim de realizar esta experiência?!

Confira o Guia de Viagem com todas as orientações de preparo, informações necessárias para o percurso, dicas de segurança e bem estar. O Guia está dividido por trechos e leva mapas com as informações de serviços do caminho como atrativos turísticos, hotéis e pousadas, restaurantes, bares, locais diferenciados, comércios, entre outros. Acesse aqui.

O projeto foi inspirado no Caminho de Santiago de Compostela, entre a França e a Espanha, e conta com o apoio de ACASARGS (Associação dos Amigos do Caminho de Santiago de Compostela do Estado do Rio Grande do Sul) e Nomas Consultoria.

Confira a baixo os atrativos, informações completas e histórias dos trechos pertencentes ao município de Caxias do Sul. DIVERSAS DICAS E CURIOSIDADES

Vila Oliva, que faz parte dos trechos 3 e 4

Santa Lúcia do Piaí, dos techos 4 e 5  

Vila Cristina, dos trechos 7 e 8. 

 

Informações do Caminho de Caravaggio

O Caminho de Caravaggio pode ser percorrido tanto a pé quanto de bicicleta. Dependo da condição física, o peregrino levará cerca de 8 a 10 dias, e o ciclista, em média, 3 ou 4 dias.

Para garantir um experiência exitosa, é preciso organização, tanto para arrumar a bagagem, quanto para planejar os locais de parada para descanso e alimentação.

 Paisagens

Possui uma beleza singular, com vales, rios, variedade de pássaros e animais. Uma mescla de áreas rurais e urbanas, um envolvimento cultural de uma região com forte presença européia, histórias e exemplos de superação pelos imigrantes italianos e alemães que se instalaram por lá. O caminho é dividido em 10 trechos. Todos permitem a contemplação das paisagens naturais, das plantações, de construções antigas e de obras que valorizam as conquistas dos imigrantes.

Estradas

Em sua maior parte, o Caminho de Caravaggio é feito por estradas vicinais de terra batida, em dias de chuva pode ter lama, mesclando com partes asfaltadas ao longo do trajeto. Alguns trechos por rodovias bem movimentadas e com tráfego de caminhões.

Infraestrutura

Ao longo do Caminho de Caravaggio, há pousadas para hospedagem, com necessidade de reserva, e opções para refeições. É importante fazer um bom planejamento antes de começar a viagem, pois dependendo da localização, pode ser preciso percorrer entre 20 km e 30 km para encontrar a hospedagem mais próxima. Os trajetos, na sua maioria, possuem um excelente acolhimento tanto por parte dos hospedeiros, quanto da própria comunidade.

Altimetria

O Caminho de Caravaggio possui uma boa variação altimétrica. Em um único dia, o peregrino pode variar a altitude em mais de 1000 metros durante os 200 quilômetros.

O que levar

O indicado é que o peregrino opte por roupas leves, de preferência com mangas compridas, tênis adequados para a prática de trekking e chapéu ou boné para se proteger do sol. Leve repelente, protetor solar, garrafas de água para o dia, duas mudas de roupa e agasalho para o frio, além de medicamentos e materiais de primeiros socorros. Deixe sua mochila o mais leve possível.

Orientação

O peregrino se orienta por meio das setas amarelas se estiver caminhando no sentido Canela – Farroupilha. Se estiver realizando o percurso Farroupilha – Canela, as setas serão azuis. Em geral, o trajeto é muito bem demarcado, mas não contém plaquinhas com indicações sobre a quilometragem percorrida. Importante destacar que maior parte do trajeto não possui sinal de celular e internet (nos pontos de apoio, há sinal).

Como registrar a distância percorrida?

No início do trajeto, o turista recebe um passaporte, o qual é carimbado em cada parada. No final do percurso, ele recebe um certificado que comprova que ele percorreu os 200 quilômetros do roteiro Caminhos de Caravaggio. O peregrino pode retirar a credencial na Central de Informações Turísticas de Canela no horário das 8h às 19h. Neste passaporte, você deve ter em média dois carimbos por dia.

Fotos: Divulgação