Distrito de Fazenda Souza

O primeiro nome dado à localidade onde hoje é Fazenda Souza foi Pouso Alto, o que comprova a exploração do local em data anterior a 1760, época do Brasil Colônia. Naquela época, muitos tropeiros passavam com seus cargueiros pelo local e costumeiramente instalavam-se na pousada de Inácio Souza Corrêa. Este, por sua vez, foi soldado da Guarda de Santo Antônio da Patrulha, conseguindo adquirir terras com suas economias e dedicando-se à criação de mulas. Anos depois, ao mudar-se para Uruguaiana, vendeu a colônia Pouso Alto a Inácio Ribeiro. Na venda das terras, realizada em 1º de setembro de 1790, a Colônia foi batizada de Fazenda Souza, assim chamada até hoje.

Dos primeiros habitantes do distrito, o que temos de registro sobre o povo indígena são dois sítios mapeados por La Salvia em 1966. O Sítio RS 131 CXS foi mapeado em 30/07/1966, lá foram recolhidos “três pedaços de mãos de pilão”, encontrados “há algum tempo na roça”. O sítio RS 134 CXS foi registrado como um dos poucos, senão raro, sítio superficial da Tradição Tupiguarani em terras altas do nordeste gaúcho. “Entre o arroio Cará e o Rio Piaí, foi encontrado, numa roça de milho, um vaso cuja forma lembra o tipo guarani. Esses sítios foram revistados em meados de 2000 pelo pesquisador Rafael Corteletti que, apesar dos esforços, não conseguimos localizar. Eles não resistiram ao tempo e a interferências humanas. Fonte: Patrimônio arqueológico de Caxias do Sul / Rafael Corteletti. – Porto Alegre: Nova Prova, 2008.

Os primeiros italianos se estabeleceram nestas terras no ano de 1880, vindos da cidade de Feltre, na Itália. Como a região era rica em matas de araucárias, a exploração de madeira expandiu-se, fazendo com que surgissem as primeiras serrarias. Por volta de 1895, como a localidade já estava desmatada, as famílias de imigrantes acabaram desenvolvendo a criação de gado para leite e corte.

Antigamente, assim como Criúva, Fazenda Souza pertencia à cidade de São Francisco de Paula. Hoje, é um distrito de Caxias do Sul e está localizado a 18 km da sede administrativa municipal.

   

Conhecido como a Terra dos Hortifrutigranjeiros, o distrito de Fazenda Souza possui cerca de 2.320 habitantes e tem uma área total de 7.378 hectares, representando 5,90% da área rural do município. Sua principal atividade é o cultivo de frutas, principalmente maçãs, pêssegos, caquis e ameixas que representam cerca de 1.109 hectares de área cultivada. O distrito também possui grande destaque nas atividades de vitivinicultura, apicultura e psicultura.  

Fonte: Apresentação do Distrito de Fazenda Souza no portal da prefeitura municipal de Caxias do Sul.

A Festa do Agricultor é realizada a cada dois anos durante os meses de julho e agosto. Fundamenta-se na representativa produção de frutas, legumes e verduras, o que confere ao distrito a denominação de Terra dos Hortifrutigranjeiros. A principal atividade econômica é o cultivo de frutas.

Na sede, são realizadas festas em honra a Nossa Senhora de Lourdes e a Nossa Senhora da Saúde. As seis comunidades que formam o distrito também têm seus eventos festivos.

Uma das referência do local, o Instituto Leonardo Murialdo, conhecido como o Seminário de Fazenda Souza, passou por reformas e hoje é um centro de eventos e hotel. O distrito também é sede das Irmãs Murialdinas, localizadas ao lado da Capela Pe. João Schiavo. Esse sacerdote veio da Itália no ano de 1931 e estabeleceu-se no Rio Grande do Sul. Em Caxias do Sul, realizou amplo trabalho. Por meio de seus esforços, foram fundados o Instituto Leonardo Murialdo e a Instituição Abrigo de Menores São José e iniciador das Irmãs Murialdinas. Foi Beatificado em 28 de outubro de 2017 em Caxias do Sul, em uma grande celebração com a presença do representante do Papa. Hoje, um dos principais atrativos de Fazenda Souza é Centro Social Beato João Schiavo, com memorial, loja de artigos religiosos e artesanato. Há também uma capela construída em 2014 para acolher o túmulo do Beato João Schiavo. O lugar onde estão enterrados os seus restos mortais é ponto de parada dos devotos.

Na região de Fazenda Souza, funciona o Centro de Pesquisas Celeste Gobato, antiga Fepagro, órgão estadual que atende demandas da área agrícola.

O distrito também é sede de dois campings ed o Golf Club, previligiados pelas  belezas naturais da região.

Em seu próximo passeio... conheça ou revisite Fazenda Souza!

Confira vídeo de Fazenda Souza