Seminário dos Cônegos Regulares Lateranenses

Seminário dos Cônegos Regulares Lateranenses 

Após a Segunda Guerra Mundial, o Papa Pio XII, percebendo a prevalência da igreja na sociedade, exortava ordens para enviar religiosos à América Latina. Acolhendo este pedido, na data de 1947, teve início a missão dos Cônegos Regulares Lateranenses, desde a Itália até o Brasil. Tendo um sacerdote polonês na Itália, dom Arcangelo Sysk, a província Italiana achou oportuno enviá-lo ao Brasil.

Dom Sysk, doutor em filosofia, teologia e pregador, partiu no dia 12 de janeiro de 1947, chegando ao Rio de Janeiro em 22 de março, tornando-se hóspede dos padres do Verbo Divino, que o receberam com muita atenção e carinho. O padre Sysk, viajando pelo Brasil em busca de uma possibilidade de trabalho pastoral, foi aconselhado ir à região Sul do país, onde existia uma grande população de origem italiana, alemã e polonesa. 

Nesse período, o arcebispo Monsenhor Alfredo Scherer ofereceu-lhe a paróquia de Santa Lúcia do Piaí, perto de Caxias do Sul. A tomada de posse foi no dia 27 de julho de 1947.

 Devido à alta quantidade de pessoas que necessitavam de assistência, entre cinco a seis mil, espalhadas num território de dois mil quilômetros quadrados, o provincial italiano, preocupado por este fato, enviou o padre Domingos Tonini à região. Chegando ao Brasil, Tonini manifestou ao padre Sysk o desejo de um outro irmão, o padre Roque Castellano, de vir morar em terras brasileiras. Em carta de 11 de outubro 1947, registrou a alegria dos padres ao receberam um outro irmão, o senhor João Becker. Assim, foi formada a primeira comunidade cônega no Brasil.

CLIQUE AQUI PARA TRAÇAR A ROTA ATÉ O LOCAL