Estátua Nanetto Pipeta

Homenageia o icônico personagem criado pelo frei capuchinho Aquiles Bernardi, criado para o Correio Riograndense.

O acesso é gratuito, mas em alguns eventos pode haver cobrança de ingresso ao Parque.

Visitação diária, das 8h às 20h. (Devido à pandemia, consulte disponibilidade de dias e horários para visitação)

A estátua está localizada na entrada do Parque, em frente à Réplica de Caxias de 1885. Local possui estacionamento e Centro de Atenção ao Turista. Espaço para passeio ao ar livre.

Para chegar de ônibus - Linhas Pioneiro (via Visconde) e Pôr do Sol (via Matheo Gianella). Para realização de passeio em todo o roteiro La Città, sugere-se acompanhamento de guia de turismo.



Homenagem ao popular personagem
Parque da Festa da Uva

Contato: (54) 3207-1166

A estátua Nanetto Pipeta foi inaugurada em 27 de fevereiro de 2006

Ela homenageia o icônico personagem criado pelo frei capuchinho Aquiles Bernardi para o Correio Riograndense. Mais tarde, o ator Pedro Parenti interpretaria o personagem de Bernardi nos palcos do teatro. 

O monumento/estátua tem três metros de altura e está localizado em frente à Réplica da Caxias de 1885. Ele é resultado de uma parceria entre Prefeitura de Caxias do Sul, Festa da Uva e Correio Riograndense. A estátua tem três metros de altura e está localizada no Parque da Festa da Uva.

Historia de Nanetto Pipeta

Na edição de 23 de Janeiro de 1924, os leitores do Jornal Correio Riograndense foram apresentados a um estranho personagem: Nanetto Pipetta. O texto explicava que Nanetto havia nascido na Itália e viera para a América em busca da cucagna, uma mistura de sucesso e utopia. De edição em edição, até 1925 os leitores criaram imensa simpatia com este imigrante. Ingênuo, esperto, puro e trabalhador, ele personificou todos os que vieram da Itália para o Mundo Novo. É a saga da imigração italiana refletida nestas páginas antológicas, de alguma maneira, certidão de batismo do Talian. É um romance pitoresco que narra às peripécias do herói homônimo, um adolescente que deixa a Itália para vir à América onde enfrenta de uma forma um tanto caótica a natureza e o meio, desaparecendo, ao final.

O autor traça um panorama magistral e fiel do mundo do imigrante italiano nas terras do extremo Sul do Brasil. A rudeza do pioneiro, do ambiente, das relações econômicas, do mundo cultural e religioso e das relações familiares, estão todas presentes, em uma narração que consegue ser uma fidelidade impressionante, mesmo para quem viveu aquele mundo do qual Nanetto Pipetta é hoje das únicas coisas e sem dúvida a mais importante que dele relataram. Ele foi o livro pelo qual muitos imigrantes de primeira, segunda e até terceira geração aprenderam a ler, ou do qual, pelo menos, ouviram as peripécias nas longas noites de inverno em torno do fogolaro, chapa ou do fogão, e possivelmente, onde a tradição religiosa se mantivera com maior vigor, depois da reza do terço em família.

Personagem teve varias punlicações em sua homenagem. publicado pela EST Edições. Autor: Frei Aquiles Bernard. Entre elas  Vita e stòria de Nanetto Pipetta, Nanetto in Val Vénet, .... ]

Vídeos

Vida e História de Nanetto Pipeta  - Programas Páginas UCS

Nanetto Pipeta apresentação