Monumento a Madre Bárbara Maix

 Monumento à Madre Bárbara Maix:

 Barbará Maix e duas pessoas conduzem o  menino Onorino envolto em lençol com queimadura até o Hospital de Santa Lúcia do Piaí.

O monumento em homenagem à Madre Bárbara Maix faz menção ao milagre ocorrido em 1944: cura de Onorino Ecker, que com 4 anos sofreu queimaduras de segundo e terceiro grau,ao cair sobre um fogão improvisado no chã com grave risco de morte. O médico achou que ele não sobreviveria. A irmã Dulcídia Granzotto iniciou uma novena invocando a intercessão da Beata Bárbara Maix. Dias depois, Onorino deixou o hospital curado. O suposto milagre convenceu o Vaticano a autorizar a beatificação da madre. 

Localizado em frente a igreja Santa Lúcia de Piaí

Visitação gratuita.



IRMÃS EM SANTA LÚCIA DO PIAÍ.

As irmãs que pertencia a congregação de Barbara Max chegaram em Santa Lúcia do Piaí em 11/02/1932. Atendendo as crianças em regime de externato e internato. Além da administração da escola as irmãs assumiram todo o trabalho de apoio à igreja Matriz.

Em 1943, o Bispo Diocesano de Caxias do Sul, Dom José Baréa e moradores da localidade, insistiram junto a superiora geral, para as irmãs atender os enfermos do Hospital Cristóvão de Mendonça de Santa Lúcia do Piaí. O pedido foi atendido e as irmãs iniciaram suas atividades em 06/11/1943.

O hospital se mantinha com muita dificuldade, sobretudo por não ter médico residente, dependendo do atendimento médico da cidade de Caxias do Sul. A inconstância da permanência de médicos na localidade, também pesou muito  e a falta de irmãs devidamente preparadas para atender todo ramo hospitalar da congregação. Por 34 anos o hospital Padre Cristóvão de Mendozza  esteve sob os cuidados das irmãs do IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA, que encerraram suas atividades em 31/12/1977. Periodo que ocorreu o primeiro milagre.

A escola que a congregação de Barbara Max administravam quando começou a funcionar o grupo escolar do estado, as matrículas da escola das irmãs foram diminuindo muito, tornando-se impossível a continuidade da escola. Em 1965 foi o fechamento da escola. Duas irmãs permaneceram, atendendo as atividades pastorais. As religiosas da congregação também atenderam os trabalhos domésticos no seminários dos padres Agostianos, de agosto de 1962 até  fevereiro de 1969 pela crise de vocações que vinha acontecendo as irmãs deixaram as atividades do seminário.

 Barbara Max não residiu em Santa Lúcia do Piaí, apenas sua congregação  Imaculado Coração de Maria  atuou por muitos anos. A Irmã Dulcídia Granzotto, que fazia parte da congregação e atuava no hospital que iniciou uma novena invocando a intercessão da Beata Bárbara Maix.

Milagres Bárbara Maix em Santa Lúcia do Piaí

Primeiro Milagre

O caso diz respeito à cura do menino de 4 anos, Onorino Ecker, com queimaduras de água fervendo, de brasas ardentes e vapores de alta temperatura, em profundo estado de coma tendo queimaduras de 2° e 3° graus, atingindo de 40 a  50% da superfície corpórea.

Onorino Ecker, despido e em coma, foi deitado numa maca improvisada, e levado pelo longo e montanhoso caminho de 15 quilômetros e depois de 4 horas, do dia 10 de Julho de 1944, chegaram ao hospital de Santa Lúcia do Piaí, em estado de choque, rígido, inconsistente, não reagindo aos estímulos, e seu corpinho era uma chaga só, com gravíssimo risco de morte.

Nos primeiros dias, o menino, em coma profunda, não apresentava nenhuma reação à dor, e logo começaram a cair-lhe as unhas. Desde o início do acidente, algumas pessoas, especialmente Irmã Dulcídia, da congregação IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA que cuidava do hospital, e os familiares do menino, rezaram invocando a intercessão  Barbara Maix para cura de Onorino. Passando uns 7 ou 8 dias, inesperadamente Onorino " se acorda", com razoável melhora de suas condições físicas gerais, passada mais uma semana, recebeu alta hospitalar, são, sem vestígios de cicatrizes retráteis e complicações infecciosas.

Foi atribuído ao caso um milagre e através desse que Bárbara Maix, foi Beatificada no dia 06 de novembro de 2010, em Porto Alegre, RS.

Suposto Segundo Milagre 

Em 2019, um suposto segundo milagre atribuído à bem-aventurada Bárbara Maix, também acontecido em Santa Lúcia do Piaí.

O caso deu-se com a senhora Noeli Maria Dall'Agnol Camelo, que sofreu gravíssima queimadura de 2° e 3° graus, ao fazer sabão caseiro, seu estado era gravíssimo. A equipe médica que atendeu o caso, exprime surpresa pela rapidez da cura, considerado um milagre de sua cura em tão pouco tempo.

Em 14 de outubro de 2019, foi aberto o processo de canonização de Bárbara Maix, pelo bispo diocesano, Dom José Gislon, mais de 20 pessoas foram chamadas para dar testemunho sobre o fato.

No dia 27 de fevereiro de 2020, encerrou-se o processo de canonização e enviado a Roma.

Devido a pandemia do covid-19, o processo está parado.

Peregrinação em honra à Barbara Maix em Santa Lúcia do Piaí

Após a Beatificação em 06 de novembro de 2010, em Porto Alegre é realizada anualmente, a peregrinação Santa Lúcia do Piaí. É organizada pela Congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria. A celebração religiosa, que inclui missa, homenagens e um almoço de confraternização, recebe em novembro caravanas de diversos locais como Paraguai, Haiti, Santa Catarina e outras cidades do Rio Grande do Sul onde a congregação atua.

A preparação ocorre por meio do tríduo em todas essas comunidades que, no dia da peregrinação, reúnem-se no evento no distrito.

Em 2019 mais de mil fiéis celebraram os 9 anos da beatificação de Madre Bárbara Maix com a peregrinação à Santa Lúcia do Piaí, em Caxias do Sul. Esta é a 10ª edição do evento religioso

 

História da aventurada Madre Maria Bárbara da Santíssima Trindade  "BÁRBARA MAIX"

Nasceu e foi batizada no  dia 27/06/1818, em Viena, na Áustria. De família numerosa e pobre, cresceu próximo ao Palácio de Schönbrunn, onde seu pai trabalhava. Ficou órfã aos 15 anos e para sobreviver sozinha, aprendeu uma profissão; modista, isto é, corte, costura e bordado.Foi uma jovem corajosa, desde cedo comprometendo-se com a vida de crianças e jovens necessitadas.

Em seu coração existia o desejo de fundar a congregação de Maria, que seria uma maneira de ajudar as pessoas. No dia 08/05/1843, "Funda a congregação de minha mãe" e inicia uma vida em comunidades, animada de espírito missionário, mas, devido à perseguição religiosa, na Europa, Bárbara Maix e mais 21companheiras partiram para o Brasil, no dia 15/09/1848, e chegaram no Rio de Janeiro, no dia, 09/11/1848. Aos 08/05/1849, celebraram a profissão religiosa - olhos fixos na SANTÍSSIMA TRINDADE  e no IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA.

A escravidão, as epidemias, a pobreza e a guerra do Paraguai geraram grande sofrimento, doenças e orfandade no Brasil. A educação carecia de professores habilitados.

No Rio de Janeiro/RJ, Madre Bárbara iniciou sua missão no Colégio Senhor dos Passos, em 1949.

Depois, no Catumbi, na ilha do Bom Jesus, no Asilo de Niterói e no Livramento.

No Rio Grande do Sul, em 1855, assumiu o Asilo N. Sra. Da Conceição, na cidade de Pelotas.

Em Porto Alegre, atuou durante 14 anos: dirigiu o Asilo Santa Leopoldina (1857), dedicando-se à educação das crianças entregues na casa da Roda, da Santa Casa de Misericórdia.

Em 1860, fundou o colégio Coração de Maria e, em 1863, assumiu a direção do Asilo Providência.

Em 1870, Madre Bárbara voltou para o Rio de Janeiro, a fim de dirigir a Escola N. Sra do Amparo, de Petrópolis, destinada à educação de órfãs e de filhas de escravos.

BÁRBARA MAIX faleceu no dia 17/03/1873, no bairro Catumbi, Rio de Janeiro.

 

Mas sua obra continua no Brasil, em 14 estados; Roma; Moçambique; Haiti; Venezuela; Paraguai; Bolívia; Argentina e Estados Unidos.

A congregação das Irmãs do Imaculado Coração de Maria (ICM), assume as áreas de:

EDUCAÇÃO:

Atualmente a Congregação tem as seguintes Escolas:

Colégio Puríssimo – São Paulo/SP, fundado em  15-05-1909
Escola N. Sª Aparecida – Iporã/PR  – fundado em 11-12-1960
Escola N. Sª do Carmo – Rio de Janeiro/RJ – fundado em 17-03-1930
Colégio Stella Maris – Viamão/RS – fundado em 24-02-1938
Escola N. Sª Auxiliadora – Frederico Westphalen/RS – fundado em 18-08-1947
Colégio Coração de Maria – Santa Maria/RS – fundado em 20-09-1933
Colégio Imaculada conceição – Dois Irmãos/RS – fundado em 04-06-1900
Colégio dom Feliciano – Gravataí/RS – fundado em 06-02-1926
Colégio Madre Imilda – Caxias do sul/RS – fundado em 15-03-1928
Escola Pio XII – Rio de Janeiro/RJ – fundado em 21-02-1954
Escola são Benedito – Bagé/RS – fundado em 01-09-1909
Colégio N. Sª da Glória – Porto Alegre/RS – fundado em 20-10-1928
Colégio Madre Bárbara – Lajeado/RS – fundado em 30-01-1987
Colégio Mãe de Deus – Porto Alegre/RS – fundado em 10-01-1904
Escola Cristo Rei – Rio Grande/RS – fundado em01-05-1955

 

Obras Sociais

Centro de Convivência Mãos Solidárias – Caxias do Sul/RS – fundado em 20-06-2001
Instituto São Benedito – Porto Alegre/RS – fundado em 12-05-1912
Casa da Criança Sagrado Coração de Jesus – Cachoeira do Sul – fundado em 22-06-1944
Lar são José – Taquari/RS – fundado em19-11-1942
Educandário São José do Belém – São Paulo/SP – fundado em 23-01-1909
Instituto Imaculado Coração de Maria – Rio de Janeiro/RJ – fundado em 09-09-1883
Instituto Providência – Porto Alegre/RS – fundado em 23-08-1863

Obras Sociais pertencentes a outras Mantenedoras, Administradas pelas Irmãs do Imaculado Coração de Maria

Obra Social Imaculado Coração de Maria – Porto Alegre/RS – fundado em 05-03-1961
Clube de Mães Bárbara Maix – Porto Alegre/RS – fundado em 02-11-1993
Associação Intercomunitária de Atendimento Social – Porto Alegre/RS – fundado em30-01-1994

Pensionatos mantido pelas Irmãs Imaculado Coração de Maria

Pensionato são Benedito – Porto Alegre/RS – fundado em02-06-1943
Pensionato Imaculado Coração de Maria – Porto Alegre/RS – fundado em 1948

Casas de Retiro – ICM

Casa de Retiros N. Sª de Lourdes – Vale Vêneto/RS – fundado em 26-07-1892
Casa de Retiro Coração de Maria – Caxias do Sul/RS – fundado em 1948

Além disso, inúmeras pequenas Comunidades de Irmãs espalhadas em Bairros, Vilas, Interiores, atendendo a missão junto ao povo, de preferência os mais vulneráveis socialmente, destacando-se em Projetos Sociais Solidários, Liturgia Paroquial, Saúde Alternativa.

Também no exterior: Paraguai, Argentina, Haiti, Bolivia, Moçambique e Angola. O enfoque da missão é sempre junto aos mais pobres, os invisíveis e esquecidos dos Governos.

CLIQUE AQUI PARA TRAÇAR A ROTA ATÉ O LOCAL