Guia de Caxias do Sul
Guia de Caxias do Sul RECEBA NOVIDADES OU PROMOÇÕES

22/02/2019

Saguzaço é novidade da Festa da Uva 2019

Meia tonelada do tradicional doce italiano será produzido pelo chef Carlos Bertolazzi no Pavilhão Nostra Gente
 
 Neste sábado, 23, uma tradicional sobremesa que tem presença cativa nas mesas de descendentes italianos há várias gerações vai ganhar destaque: o sagu. Às 16 horas, no Pavilhão Nostra Gente, o chef Carlos Bertolazzi vai preparar o Saguzaço, um doce gigante de meia tonelada, que será distribuído gratuitamente aos visitantes do evento. 
 
            Para preparar a receita, o chef vai utilizar 500 litros de vinho tinto seco, 100 litros de suco de uva e 200 quilos de açúcar, seguindo à risca a forma de preparo das nonas italianas, que finalizam o doce com cravo e uma porção de creme. Para Bertolazzi, a Festa da Uva é uma celebração que venera sua história e uma referência. Filho de italiano, sempre ajudou o pai na cozinha. Quando decidiu se profissionalizar, estudou e trabalhou na Itália e hoje seu restaurante, em São Paulo, leva o Selo Ospilalità, cedido pela Câmara de Comércio Italiana. “Visitei o evento em 2012. Estou bastante animado com a nova organização da Festa da Uva. Sei que ela tem um grande potencial e já é uma das maiores celebrações do nosso país”, comenta.
 
            A ideia é que os visitantes do evento, que inicia nesta sexta-feira, 22, e segue até o dia 10 de março, no Parque Mario Bernardino Ramos, possam degustar o preparo no fim da tarde de sábado. “Faço uma versão tradicional de sagu em casa, que é uma delícia. Vai ser um prazer fazer para a Festa da Uva”, completa. 
 

Sobre Carlos Bertolazzi           
Carlos Bertolazzi é chef-proprietário dos restaurantes Zena Caffè, em São Paulo, e apresentador dos programas de televisão Fábrica de Casamentos, Hell’s Kitchen Brasil e BBQ Brasil. Descendente de italianos e formado em Administração, transformou sua paixão pela gastronomia em profissão e saiu do país para trabalhar ao lado dos melhores chefs do mundo. Em 2007, venceu um concurso e estagiou no célebre El Bulli, do premiadíssimo Ferran Adriá. O chef ganhou notoriedade por conta de suas coxinhas de pato - petisco que fez sucesso na descolada feira nova-iorquina Smogasburg, e mais recentemente, por seu jeito despojado em frente às câmeras.

Sobre sagu
O sagu é produzido com fécula de algumas espécies de palmeiras muito comuns nos países do Extremo Oriente, chamadas de saguzeiros. Com a vinda dos imigrantes para o Brasil, o nome foi associado à fécula que era extraída da mandioca. A escolha do vinho tinto faz toda a diferença no preparo, pois confere um sabor mais acentuado à receita e evita que ela fique doce em excesso.

Crédito foto: Tadeu Brunelli

Voltar
Compartilhar: