Caxias do Sul ganha pizzaria com autêntica receita napolitana

A pizzaria buscará certificado para reproduzir a autêntica receita napolitana   Sob o comando do proprietário Fabio Paesi Araujo, Gesto Pizza inaugurou em uma casa da década de 1940, ratificando a paixão italiana aliada à criatividade. Seguramente, a culinária italiana é uma das mais festejadas do mundo, particularmente esta iguaria consumida em muitos países: a pizza. Apesar de não ser originária da Itália, foi no país mediterrâneo que ela ganhou fama e se tornou patrimônio cultural da humanidade, reconhecido pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura).

 

E para trazer os preceitos desta tradicional receita à Serra Gaúcha, o jovem empresário caxiense Fabio Paesi Araujo viajou à Nápoles, no Sul da Itália, para aprender o método de preparo da pizza com quem realmente entende do assunto. Tudo pelo fato da cidade ser a sede da Associazione Verace Pizza Napoletana (AVPN), que tem como missão, desde 1984, proteger e promover a “verdadeira pizza napolitana”.

Inspirada pela tradição italiana,  a Gesto Pizza chega a Caxias do Sul com a autêntica pizza napolitana, caracterizada por seu formato arredondado, com cerca de 30 cm de diâmetro, normalmente consumida individualmente e com as mãos.  A massa é de longa fermentação, o que deixa sua textura macia e sua borda alta e inflada, devido ao rápido cozimento, de 60 a 90 segundos, em forno a lenha.  Em uma espécie de cozinha aberta, os clientes podem acompanhar a finalização das pizzas, com destaque para o forno da marca Acunto, fabricado com pedras e argila do próprio vulcão Vesúvio,  trazido diretamente de Nápoles (ITA).

Para abocanhar o certificado da marca coletiva “Verace Pizza Napoletana”, os restaurantes precisam seguir o Disciplinar Internacional que regula a reprodução da receita mundo afora. As regras determinam o método de trabalho, as características técnicas (tamanho, espessura) e organolépticas (sabor, odor, textura), além dos procedimentos de preparação e cozimento (tempo de fermentação, temperatura do forno, ingredientes). O processo inclui o envio de documentos e vídeos da produção e, depois, um representante da Associação visita a pizzaria para realizar eventuais ajustes.

A Gesto Pizza inaugurou no sábado, 28, em uma casa da década de 1940 que foi restaurada e é umas das primeiras edificações da Rua Alfredo Chaves, área central de Caxias do Sul. O restauro é assinado pela arquiteta Jéssica De Carli, preservando ao máximo as características da construção, que abriga ainda um jardim vertical de 12 metros de altura e um pátio interno, com referências paisagísticas dos jardins de Burle Marx. O espaço é composto com mobiliário assinado por designers brasileiros da década de 1970, e a decoração segue tons terrosos com uso de materiais naturais como couro, pedra e madeira.

Conforme o proprietário, no primeiro momento, será priorizado o atendimento apenas com reservas e capacidade reduzida, seguindo os protocolos de biossegurança da Covid-19, sugeridos pelas autoridades de saúde. O menu oferece entradas, saladas, pizzas, sobremesas, carta de vinhos e drinks clássicos e autorais.

A equipe de cozinha, liderada por Fabio Paesi Araujo, elegeu 15 sabores para agradar o paladar tanto de quem aprecia os clássicos, quanto daqueles que gostam de combinações criativas. E para o público sentir-se mais perto da Itália, o cardápio conta com os dois tipos de pizza a que se reserva o título de “verdadeira pizza napolitana”, tal qual exige o Disciplinar Internacional. São elas: Margherita (tomate, azeite, mozzarella ou mozzarella de búfala, queijo ralado e manjericão) e Marinara (tomate, azeite, orégano e alho).

“Cozinhar é um gesto de amor, é dar um sorriso de boas vindas, chamar o cliente pelo primeiro nome, é saber que o simples pode ser o mais importante. A gente tem um pé na Itália, mas a alma e a criatividade continuam sendo brasileiras”, relata Paesi.

A saber: A Gesto Pizza é a primeira operação a abrir na casa preservada que servirá como espaço de fomento à gastronomia, lazer, arte, cultura e moda. A construção da década de 1940 possui estilo colonial, da época dos imigrantes italianos, e faz parte das primeiras edificações da Rua Alfredo Chaves, de acordo com imagens resgatadas do Arquivo Histórico Municipal de Caxias do Sul. O imóvel foi adquirido pela Família Anselmi, que pretende instalar novas operações até 2021 nos seus três andares.

 

 

O que tem para fazer em Caxias do Sul?
Deixa teu celular ai em baixo e recebas varias dicas de eventos que aacontecem na sua cidade ;)