Arte SESC - Em casa com você

até
O projeto Arte Sesc – em casa com você busca oferecer uma agenda cultural virtual em diferentes linguagens artísticas, como Artes cênicas, Audiovisual, Artes Visuais, Literatura e Música. A iniciativa tem o objetivo de contribuir para a garantia do direito de acesso à cultura, contemplando ações de caráter formativo e de conteúdo, contribuindo com o desenvolvimento social, artístico e cultural de diversos públicos. Consistirá em palestras, oficinas e cursos de curta duração a serem disponibilizados nas plataformas do Sesc/Senac. Para tal, serão contratados profissionais de diferentes formações.

O Quê? Arte SESC - Em casa com você


Confira as programações das Lives, Oficinas Vídeos e Música na Varanda

 

Programação das Lives

Dia 28 de maio – 20h – Yangos

Grupo referência na música instrumental do sul do Brasil, YANGOS toca ritmos latinos da América do Sul. Hoje é reconhecida como criadora de um novo estilo a partir da música de raiz e alcança grande destaque também por sua performance em shows carregados de energia, que já agradaram público e crítica em todas as regiões do país e mais de 10 países.

Contemplado com o selo NATURA MUSICAL em 2017, YANGOS lançou o álbum Brasil Sim Senhor (2018), em uma afirmação de que ritmos do sul fazem parte da cultura brasileira. Foi escolhido junto com outros 11 grupos de todo o Brasil, para apresentar-se em shows da programação oficial na Copa do Mundo – FIFA/Rússia 2018. O álbum Chamamé (2017) foi nominado na categoria Melhor Álbum de Música de Raízes ao LATIN GRAMMY 2017 em Las Vegas/Estados Unidos. Também em 2018, YANGOS foi selecionada entre os dois artistas brasileiros que se apresentaram na FIM-PRO-2018 em Guadalajara/México, uma das maiores feiras de música da América Latina.

YANGOS seguindo em movimento, envolvida pelo hibridismo de dançantes ritmos sul-americanos adicionados à um brasileirismo sulino como jamais se ousou. Faz música para as pessoas, potencializando assim novas sensações através de estética cênica diversidade sonora.

Dia 02 de junho – 21h – Live Pedro Guerra

Pedro Guerra é escritor e empreendedor. Formado em Comunicação Social pela UCS e pós-graduado em Marketing pela FGV e em Liderança-Inovação-Gestão pela PUC-RS. Cronista do jornal Pioneiro, ganhou diversos prêmios nas áreas de contos, crônicas e poesias, sendo o principal o prêmio Açorianos de Literatura, pelo livro Precisava de Você. Além do lançamento de seus novos livros, onde participa de todo o processo criativo, trabalha ministrando cursos, bem como realizando visitas em escolas, feiras e outros eventos, onde promove a formação de leitores. Em oito anos de carreira, mais de 35 mil estudantes já foram atingidos com os trabalhos de Pedro. Autor de 12 livros.

Pedro Guerra, escritor premiado, cronista e autor de 12 livros, reúne os seguidores para uma live nas redes sociais do SESC onde falará sobre sua carreira, obras e conta um pouco sobre os desafios, curiosidades e bastidores da profissão.

Dia 05 de junho – 20h – Live Choros de Balcão

Grupo regional de Choro criado em 2013 , inspirado nos grandes autores do estilo, busca ressignificar a identidade da cultura brasileira através do Choro em uma cidade de colonização italiana fortemente influenciada pela cultura gaúcha e americana.

Homenagem aos grandes nomes do Choro, entre eles, Villa Lobos, Chiquinha Gonzaga, Ernesto Nazareh.

Dia 07 de junho – 16h – Esquete Teatral CIRCOlando por Aí – Cia. Espicula

Cia Independente de palhaços, Pulguita e Timbico,Micheli dos Santos e Mikael Marques, artistas que atuam através da arte do ENCONTRO, com espetáculos, intervenções e oficinas circenses.

Espetáculo CIRCOlando por Aí – Cia Espicula Um espetáculo inspirado nas diversas trupes de palhaços que viajam pelo mundo. Pulgita e Timbico se preparam para seu grande espetáculo de Circo em meio a muita palhaçada, malabarismos e acrobacias do início ao fim fazendo parte do espetáculo.

Dia 18 de junho – 20h – Live Beto Scopel e Suas Máquinas

Perseguidor das inquietudes sonoras, o trompetista Beto Scopel ataca com novo show solo. Trata-se do Beto e Suas Máquinas, uma espécie de síntese dos interesses musicais do trompetista, que passeiam por jazz, música sinfônica, música étnica, metais e afins. Músico, curador e produtor da Tum Tum Produtora, requisitado e reconhecido instrumentista.

Scopel mostra os novos rumos de sua música, fundindo elementos eletrônicos e misturando ambientes tradicionalmente já habitados pelo seu trabalho: o contemporâneo, o clássico, o orgânico, o sintetizado, o suave e o dançante, um caldeirão híbrido que almeja uma nova música para esses novos tempos.

Dia 25 de junho – 20h – Live Tatiéli Bueno – Tributo a Mercedes Sosa

Iniciou profissionalmente, sua carreira, em 2007. Desde então, participa de diversos eventos culturais e registros musicais com grandes nomes da música do Rio Grande do Sul e do País.

“Tributo a Mercedes Sosa, (lançado em 2014), que por onde passa deixa belas recordações em uma linda homenagem com interpretação de grandes clássicos do vasto repertório da cantora argentina.

Dia 28 de junho – Esquete Teatral Zão e Zoraida – Grupo Ueba

O Grupo Ueba Produtos Notáveis surgiu da inquietação artística de seus fundadores, em 2004, quando perceberam que era possível, e talvez necessário, levar teatro para ambientes não convencionais. Através de diferentes experimentações e linguagens teatrais o grupo descobriu que esse seria o caminho: levar um teatro autoral e marcante para diversos públicos utilizando a comicidade como agente de reflexão. Nesta linha, seja no teatro de palco e de rua, a Ueba segue realizando sua pesquisa artística e cultural, sob coordenação de seus fundadores Jonas Piccoli e Aline Zilli.

Os Palhaços Zão e Zoraida resolvem que vão fazer uma apresentação em formato de “live” para seus amigos que também estão em medidas de distanciamento social. Mas como bons palhaços eles se complicam, tentam fazer diversos números circenses diante das câmeras e se atrapalham, mas como bons palhaços conseguem divertir a plateia com suas peripécias e descobrem que o importante é a saúde, o carinho, o riso e o afeto, mesmo que distante dos amigos e familiares.

Dia 30 de junho – 20h –Live Rapajador

Resultado de uma mistura entre o rap e a Pajada (Payador em castelhano, quer dizer repentista) surgiu no ano de 2018 uma parceria do rapper Chiquinho Divilas, do acordeonista Rafa De Boni e o DJ Hood, o “RAPAJADOR”, com o objetivo de representar a tradição do Sul através da rima e a essência musical do Rio Grande do Sul.

Nomes como Jayme Caetano Braun (RS) e Mano Brown (SP) servirão como base para as letras e arranjos que contarão com a participação do DJ Hood, que mixará temas e batidas tipicamente sulistas com a batida característica do rap. Ainda, a utilização de termos e expressões mais regionais irá abarcar um público-alvo que geralmente não aprecia o rap, mas que é carente da mensagem em que é pautado o trabalho do rapper Chiquinho Divilas.

 

Oficinas Vídeos – Portal Sesc e Senac RS

Oficina: Danças Afro - Brasileiras

Artista: Vanessa Carraro

Arte-educadora  professora, historiadora e dançarina. Iniciou-se na arte da dança aos seis anos de idade, passando pelo Ballet Clássico, Jazz Dance, Dança Contemporânea e Danças Brasileiras . Participou de cursos, vivências  e coreografias com mestres da cultura popular brasileira. Graduou-se em História na Universidade de Caxias do Sul e estudou  no Curso de Graduação da Universidade Federal de Sergipe, oportunidade em que pesquisou as manifestações populares brasileiras. Integrou a Cia. Contempodança de Aracaju/SE, voltada à investigação contemporânea da cultura popular brasileira, em especial a sergipana. Ministra regularmente aulas de danças brasileiras, dança criativa e dança contemporânea.

Criou a ala da dança do  Maracatu Baque dos Bugres e é idealizadadora juntamente com o músico sergipano Tonico de Ogum dos Projetos  De lá pra cá Danças Brasileiras, Sucata Sonora, Cirandeira da Cultura Popular (Financiarte), Ciranda Arte Popular (Financiarte) e Bloco Afro Navio Negreiro.

A oficina  tem como proposta apresentar e promover vivência a partir de elementos das danças afro brasileiras. Junto à corporeidade de suas performances, os participantes  conhecerão o contexto histórico e características importantes dessas manifestações.

Oficina: MAQUIAGEM TEATRAL: OS EFEITOS E RESULTADOS CÊNICOS

Artista: Pepe Pessoa

Maquiador com formação em Fotografia pela Universidade de Caxias do Sul. Paraibano de João Pessoa, radicado em Caxias do Sul desde 1988.

MAQUIAGEM TEATRAL: OS EFEITOS E RESULTADOS CÊNICOS (e fotográficos) da maquiagem teatral, inspirada em um conceito prático e econômico na sua realização, utilizando apenas a pasta teatral preta (produto simples e acessível) ou pancake preto, e poucos pincéis de pintura. Destacando e explicando técnicas de esfumados e traços e pontilhismo, sombra e luz, e tbm a elaboração da 'máscara'.

Oficina de Maquiagem Artística através de videoaula, explorando técnicas e materiais  simples e acessíveis, e explicando a máscara teatral desenvolvida desde a criação até o resultado idealizado, utilizando apenas a pasta teatral preta (ou pancake preto) e pincéis. São esfumados, traços e pontilhismo que transformam e proporcionam diversos resultados a partir da criatividade e poucos recursos.

Oficina: Máscara em Casa

Artista: Fábio Cuelli

Fábio Cuelli é ator, professor de teatro graduado em Teatro – Licenciatura pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, mascareiro e co-fundador do grupo Máscara EnCena (Porto Alegre-RS). Especialista no estudo da máscara cênica, realizou a formação no estilo teatral da Commediadell’Arte na Academia Teatral Vêneta, na Itália em 2012, onde conhece o respeitado diretor italiano Adriano Iurissevich, estudioso deste gênero teatral.

A máscara teatral é um objeto artístico que em contato com o corpo ganha vida. Máscara em Casa mostra os passos da construção de uma máscara teatral educativa, elaborada com materiais acessíveis, destinada a quem necessita brincar e exercitar  a imaginação.

Oficina: Toy e Art

Artista: Doug e Gio

Gio e Doug se conhecem desde 2002. De colegas em Artes Plásticas passaram a ser grandesamigos, e de amigos a casal. Agora, além de casal, formam uma duplaatuando em sincronicidade para produzir o que eles sentem que nasceram para fazer: Arte. Com uma linguagem simples e acessível, o casal explora diferentes plataformas, como fotografia, ilustração, objetos de arte, música e vídeo. Suas criações são frutos de muita observação e reflexão sobre todas as interações dos Seres e seu Ambiente. Criando personagens inspirados pelos próprios caminhos e histórias, Gio e Doug buscam trazer leveza para o olhar cotidiano com suas imagens, de traços soltos e despretensiosos. Graduados em Licenciatura Plena em Educação Artística – Habilitação em Artes Plásticas pela Universidade de Caxias do Sul, desde 2009 lideram o estúdio de criatividade Gio e Doug Artes, onde desenvolvem livros, ilustrações, fotografias, músicas, projetos, cursos, workshops, oficinas e muitas ideias.

Introdução teórica sobre arte, estética, história da Toy art, composição e cor;  Orientações para a criação de um Toy; Aplicação do papel machê e papietagem;  Introdução teórica sobre cores. Análise e seleção da paleta de cores do Toy;  Pintura e finalização do Toy.

 

Música na Varanda

Em tempos de isolamento social, a arte se faz mais presente na vida das pessoas e pensando nisso o Sesc Caxias do Sul proporcionará ao público do entorno da unidade um pouco de música com  artistas de Caxias do Sul, com o projeto Música na Varanda. As apresentações acontecerão na Varanda do Sesc Caxias do Sul (Rua Moreira César, 2462), aos domingos, sempre às 17h.

Local: Varanda do Sesc Caxias do Sul (Rua Moreira César, 2462)

Horário: 17h

Agenda:

31/05 – Joel Vianna

14/06 – Pietro Ferretti

28/06 – Mirta Gomez