Votação da Consulta Popular

até
Eleitores dos municípios do Corede Serra

vão escolher três entre cinco projetos

O eleitorado dos 32 municípios da região de abrangência do Conselho Regional de Desenvolvimento da Serra (Corede Serra) poderá escolher três entre cinco áreas – inovação nas empresas, turismo regional, desenvolvimento rural, capacitação ambiental e competitividade produtiva – para o recebimento de recursos pelo Estado por meio do processo da Consulta Popular 2019. O investimento total de R$ 628 mil será dividido igualmente entre as propostas eleitas.

O eleitorado dos 32 municípios da região de abrangência do Conselho Regional de Desenvolvimento da Serra (Corede Serra) poderá escolher três entre cinco áreas – inovação nas empresas, turismo regional, desenvolvimento rural, capacitação ambiental e competitividade produtiva – para o recebimento de recursos pelo Estado por meio do processo da Consulta Popular 2019. O investimento total de R$ 628 mil será dividido igualmente entre as propostas eleitas.

O quê? Votação da Consulta Popular, Eleitores dos municípios do Corede Serra vão escolher três entre cinco projetos de desenvolvimento regional para recebimento de recursos do Estado. Cada eleitor poderá escolher um entre os cinco projetos listados (confira detalhes abaixo). A votação será feita por meio do site www.consultapopular.rs.gov.br/ ou por SMS, e alcança os 28 Coredes do Estado, cada um com suas prioridades previamente indicadas. As prioridades da Serra foram definidas no Plano Estratégico de Desenvolvimento Regional 2015 – 2030;
Quando? Dias 04, 05 e 06 de setembro;
Realização: Corede;

VOTAÇÃO

Foto: Internet

Os projetos do Corede Serra
1- Apoio ao Programa Inova-RS – programa do governo do Estado voltado à sensibilização, capacitação, e estímulo à inovação nas empresas gaúchas, envolvendo o setor produtivo, universidades, governo e entidades de classe.
2- Apoio ao circuito integrado de turismo da Serra Gaúcha – cujo objetivo é promover os produtos turísticos das regiões dos Coredes Serra, Hortênsias e Campos de Cima da Serra de forma integrada, cujo roteiro logístico é interligado por 575 km de rodovias.
3- Desenvolvimento rural – projetos de apoio à agricultura familiar.
4- Capacitação dos servidores municipais – para o licenciamento ambiental.
5- Apoio aos arranjos produtivos locais – Para o desenvolvimento de projetos pelos APLs Metalmecânico, Moveleiro, da Moda, e da Tecnologia da Informação e Comunicação para melhorar a competitividade das empresas vinculadas a esses setores.